Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

terça-feira, 12 de julho de 2016

Resenha: Sonho de Amor, de Hezaro Viana

Olá, Meus Amigos!
Peço que esqueçam meu nome Fernando Nery. Vamos entrar em um mundo imaginário, mas que pode ser bem real.
Agora, meu nome é Olavo. Sou rico e poderoso. Resolvi relaxar. Queria descansar e esquecer-me dos problemas. Fui ao Pertur'bar, conhecido como o bar mais elegante da cidade. Local onde só vai grã-fino.
Lombada que é um sonho!!!
Vi inúmeras Garotas de Programa. Uma delas chamou-me a atenção. Lindos olhos escuros, cabelo Chanel. Trajava um vestido curto, extremamente justo, equilibrava-se sobre sandálias de saltos altos. Em meio ao ambiente chique contrastava a presença de garotas vulgares, porém essa era diferente de todas. Parecia servir ao meu propósito.
Não estava a fim de sexo. Só queria uma companhia para conversar e aquela garota de corte Chanel transparecia algo dissemelhante das outras. Transmitia uma certa elegância. Era como não fizesse parte daquele grupo de moças vulgares.
Sinopse da obra na Contracapa do livro
Encarei a moça, mas ela desapareceu. Observei outras garotas que se ofereciam aos homens na pista de dança. Algumas se aproximavam de rapazes e saiam abraçadas com eles. Acredito que iriam para algum motel da região.
A moça de meu interesse regressou. Trocamos olhares. Notei certa timidez e aproximei-me dela. Ofereci-me para pagar uma bebida. Tivemos uma curta conversa e saímos. Levei-a a um hotel. Percebi que ela estava curiosa diante do local suntuoso. Esqueci-me de dizer que o nome da moça era Luíza.
Ao adentrarmos em minha suíte, deixei bem claro que não queria sexo, mas apenas uma companhia. Afinal, sou um homem casado.
Orelha da Capa
Fiz essa introdução para que vocês entrem no clima da obra "Sonho de Amor", de Hezaro Viana. Por se tratar de um enredo cristão e por me deparar com uma capa super romântica, imaginei que encontraria um livro cheio de elementos religiosos com caráter doutrinário. Pensei que leria mais uma história fofa.
Evidentemente por conhecer o autor, tinha certeza de ter em mãos uma obra bem escrita e acreditava que, mesmo sendo um doce livro, teria uma mensagem legal para passar aos leitores. Entretanto, percebi meu engano, logo nas primeiras páginas, quanto à docilidade do texto. Todavia, acertei sobre a mensagem magnífica e reflexiva da narrativa.
Orelha da Contracapa com Foto do Autor
O autor Hezaro Viana foi extremamente audacioso e corajoso ao fugir daquilo que é convencional em romances cristãos. Não escreveu uma obra que parece pregação de um pastor. Os dramas destacados não são suavizados. A abordagem sobre aquilo que se considera pecado traz uma linguagem forte, porém sem usar termos vulgares.
Talvez, esse tipo de coragem provoque certos preconceitos em mentes fechadas. Creio que fanáticos religiosos poderão fazer críticas acirradas ao opúsculo, visto que o autor não se preocupou em fazer um romance bonitinho no estilo água com açúcar.
A história já começa com a situação de uma moça sonhadora que pretendia ser uma grande modelo. Enganada, ela foi parar em uma casa de prostituição, sendo escravizada por causa de uma dívida financeira cujo valor aumentava a cada dia.
Ela tem a sorte de encontrar um homem chamado Olavo que a ajude. O nome dela é Louise, entretanto se apresenta como Luíza.
Diagramação do Livro
Nesse primeiro momento, já refletimos sobre a prostituição, e podemos perceber a escravidão que rola nesse cenário onde mulheres são forçadas a vender seu corpo. É evidente que existem situações onde moças optam em se tornarem objetos. Todavia, o livro trata a respeito daquelas que são ludibriadas.
Mesmo com o dinheiro para saldar a dívida, Louise sofre perseguições. O cafetão percebe que a moça é uma mina de ouro, e não tem o mínimo interesse de libertá-la. A protagonista, mesmo pagando o que deve, necessita fugir. A fuga não foi nada fácil; e as cenas, que se seguem, trazem um alto grau de violência.
Ao escapar de seus algozes, ela recebe ajuda de um policial cristão que a acolhe em sua casa.
Agradeço ao autor pela dedicatória
Depois disso, ela quer retornar para o seio de sua família; contudo, sua mãe, uma evangélica conservadora, não permite que ela habite novamente em seu ambiente familiar.
Em meio a essas situações estapafúrdias visualizamos a realidade da prostituição, exploração e violência; deparando-nos com o preconceito gerado por pessoas religiosas que se julgam donas de Deus e manifestam a imagem de um Todo-Poderoso Carrasco. A mãe de Louise representa pessoas que se julgam donas da Verdade e acham-se capazes de julgar o próximo.
O opúsculo trabalha com outros elementos estrondosos. Fala de alcoolismo que pode surgir mesmo em famílias cristãs. Mostra traições conjugais. Revela que famílias ditas perfeitas se mascaram com a hipocrisia. Enfim, a obra expõe ingredientes incisivos da maldade humana, e faz-nos refletir sobre escolhas que devemos fazer em meio a situações de amor e ódio.
A narrativa carregada de reflexões pesadas sobre os dramas da sociedade nos leva a perceber a podridão inerente ao seres humanos. Com uma história tão realística, Hezaro Viana ganhou o meu grande respeito como autor. Admiro o rapaz por sua criatividade, sua coragem e pelos elementos reflexivos que sua obra me trouxe.
Ah! Não posso deixar de elogiar o final do opúsculo que é verdadeiramente surpreendente.
Um livro tão bem escrito como "Sonho de Amor" só pode merecer CINCO ESTRELAS como classificação no Skoob.

Diante do literato, curvo-me em sinal de veneração e nobilito o seu enorme talento. Tornei-me seu fã e desejo ler outras obras suas. Caso você se interesse em adquirir esse livro ou outro do escritor Hezaro Viana, clique aqui e fale com ele.
Nos comentários, desejo ler sua opinião. Não tenha medo de se manifestar.
Abraços e até a próxima postagem.

5 comentários:

  1. Que resenha foi essa meu amigo. Simplesmente fabulosa. O que eu mais gosto nas tuas resenhas é que você elabora ela de forma que, não fica cansativa de se ler.Sabemos que grande parte dos brasileiros não gosta de ler, sendo assim, se a resenha fica cansativa, o leitor logo desiste de ler. Parabéns ao autor pela obra grandiosa. E a você por tê-la elaborado tão bem, e de maneirq que não torne a leitura cansativa. Forte abraço amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você me deixou emocionado, Luciano.
      Não esperava receber um elogio tão fabuloso.
      Obrigado, amigo!!!

      Excluir
  2. Fernando, o que dizer diante de suas impressões a respeito de minha obra? Somente posso agradecer por você ter se disponibilizado a ler e comentar de forma tão magistral.Fico feliz que tenha compreendido a proposta do livro que, antes de ser um livro cristão e que fala de pessoas cristãs, é, na verdade, um livro que trata do ser humano independentemente de rótulos e paradigmas (que alguns consideram importantes) e mostra que sem valorizarmos o Amor e a Fé, seremos meros viajantes pelo planeta, levados, como folhas secas, por qualquer vento de imbecilidade, para longe do propósito do Criador, que é o Amor. Obrigado pelas palavras e pela amizade.Nunca esqueça que o Amor é a resposta para todas as questões. Deus é o Amor e com ele os sonhos não têm fim.

    Abração,


    Hezaro Viana

    ResponderExcluir
  3. Que resenha linda, Fernando!
    Adorei, parabéns!
    Maravilhoso, as usual! kkkk
    Amei a história, pelo jeito é pra chacoalhar mesmo!
    E com fé verdadeira, da vida real né, não aquela coisa perfeitinha, mas mostrando os seres humanos como eles verdadeiramente são, e como as vezes, somos tão injusto julgados os nossos irmãos.
    Quero ler esse também!
    Abraços!

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!