Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Erros... nas entrelinhas, de Brenda Ripardo, Editora PenDragon


Olá, Galera Literária!!!
Acabei de ler Erros... nas entrelinhas, de Brenda Ripardo, uma publicação da Editora PenDragon. Estou totalmente contaminado pela emoção da leitura. E diga-se de passagem: Que Leitura!!!!
Erros... nas entrelinhas é mais um livro que entrou para minha lista dos prediletos.  A obra nos fala de Samantha, uma menina verdadeiramente complicada que ao longo de sua pequena trajetória vivencial comete muitos erros sem ter noção do que realmente realizava. Samantha é impulsiva, amorosa, chata, enfim ela não foi criada para ser a personagem idealizada dos contos de fadas tradicionais. A garota tem uma personalidade tão complexa que imprime na leitura da obra um tom verossímil. 
Dentro do enredo, vemos o seu processo de dúvidas. Ela não sabe escolher, porque talvez ela nem saiba quem ela é e nem o que ela quer. Em sua vida, sente-se dividida entre dois amores e pisa na bola com eles. Aliás, o que não falta nessa trama são os pisões de Samantha. Todas essas características fazem com que ela seja uma personagem deliciosa e digna de análise. Senti-me instigado a compreender quem verdadeiramente ela é. Fui tomado por um desejo de conhecê-la no sentido mais primordial da palavra que é o "nascer-com". Tal forma de conhecimento nos revela o quanto é difícil dar uma definição pronta de uma pessoa. Logo, temos a necessidade de conviver com ela e perceber que a cada dia somos tomados pela sua imprevisibilidade existencial.
Sendo o livro narrado por nossa protagonista, tive a chance de mergulhar em todos os acontecimentos do cotidiano dela. Pude captar o seu olhar e sua vontade de acertar e até mesmo de errar em vista de algo maior. Sei que parece estranho, mas muitas vezes precisamos errar em vista de um acerto no futuro ou na possibilidade do mesmo.
Erros... nas entrelinhas fala daqueles erros que todo ser humano comete, porém não se clarificam. Eles se escondem nas entrelinhas da presença das criaturas em um mundo tão conturbado. A grande qualidade da obra é que ela desmistifica uma triste tendência atual que anda se fazendo presente na literatura: a de que um livro para ser bom deve trazer personagens politicamente corretos. Erros... nas entrelinhas quase não tem nada de politicamente correto, pois até os personagens secundários são permeados de ações errôneas. Entretanto, nem por isso, senti-me compelido a cometer erros que pudessem desmoralizar meus atos.
Infelizmente, há muitas pessoas dizendo que os livros devem ser mudados para não nos incentivar a cometer aberrações. Considero esse tipo de pensamento como algo desnecessário. Só aprende a errar quem quer. O mérito da obra em questão é revelar um retrato fiel da realidade. No enredo, pude enxergar certas verdades que a sociedade hipócrita tenta esconder. As pessoas querem nos fazer acreditar em famílias felizes constituídas de pessoas com relacionamentos bem resolvidos.  Na vida de Samantha não há nada de resolvido e o mundo ao seu redor a acompanha nessa falta de solução para os problemas. Penso que os "novos críticos literários" deveriam utilizar sua alta capacidade de análise para corrigir os erros do mundo real e não ficar censurando os personagens de um livro. Do jeito que a coisa anda com tanta proibição, vamos chegar ao ponto de termos personagens machistas tratando bem as mulheres, racistas fazendo carinho nos negros e ladrões com alma de gente boa.
A protagonista não é a única personagem deliciosa da trama. Todos as pessoas que a cercam acompanham-na nessa característica. Não quero dizer que aprovo as ações de todos, mas nem por isso, acredito que se deva mudar uma palavra ou qualquer ponto e vírgula para falsear a realidade. Nessa trama envolvente, mergulhamos na vida dos personagens para sentir a alma de cada um. E mesmo com determinadas desaprovações, nos apaixonamos por uma história que desmascara os erros escondidos nas entrelinhas da existência.
É incrível como a autora Brenda Ripardo conseguiu tratar de tantos temas humanos sem torná-los cansativos e nem dar o toque "hipócrita moralista". Em seu livro vemos questões ligadas a relacionamentos amorosos como foi dito antes, mas também também vemos uma gama de situações que merecem ser abordadas e refletidas. O seu livro nos fala de amizade, traição, dúvidas, pedofilia, arrependimento, segunda chance e tantos temas essenciais que fica difícil citar o nome de todos, todavia reconhecemos que não é tão importante adjetivar cada um. Erros... nas entrelinhas é uma obra globalizante que reúne perfeitamente os fragmentos da vida em um contexto harmonioso que desvela as desarmonia do ser. Eis o paradoxo do livro.
Até agora, sinto-me envolvido com a leitura. Dá vontade de não largar os personagens e reler todas as páginas de forma mais lenta para analisar as minúcias de cada sentimento e de cada ação presente nesse romance tão bem elaborado.
Brenda Ripardo demonstrou que observa a realidade e sabe transpô-la para a literatura. Em seu livro temos uma trama com toque de filmes como Grease - Nos tempos da Brilhantina e Juventude Transviada. Enfim, temos o retrato perfeito da rebeldia adolescente e dos esforços dos adultos para esconder suas falhas. Embora a obra destaque o comportamento dos jovens, não se pode ignorar a importância da figura dos mais velhos que desvelam muitas coisas para o leitor.
Para uma obra com tal riqueza, concedi CINCO ESTRELAS no Skoob. Em breve, gravarei um vídeo no Canal Filósofo dos Livros para comentar sobre Erros... nas entrelinhas. Aproveite para adquirir o seu exemplar, clicando aqui.
Abraços e até a próxima postagem.

4 comentários:

  1. Mais uma excelente resenha aqui do blog, concordo com tudo que vc disse, personagens não precisam ser perfeitos e a Sam retrata muito bem como erramos durante a adolescência e muitas vezes nem percebemos.
    Mas eu gosto muito mais da Megam kkk

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Fernando! Eu amei sua resenha! Sem palavras aqui! Muito obrigada!
    Uma das melhores resenhas! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. É uma honra ter a presença da autora aqui.

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!