Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sábado, 9 de setembro de 2017

O Tempo. Nosso inimigo ou aliado?, de Fabio Diaz Mendes, Editora 4Letras


Olá, Amigos!
Quando recebi a obra O Tempo. Nosso inimigo ou aliado?, de Fabio Diaz Mendes, publicação da Editora 4Letras, imaginei que iria adquirir dicas para otimizar o meu tempo. Entretanto, o livro não aborda tal preocupação.
Diante da correria do mundo, desejamos fazer tudo muito rápido. Não conseguimos saborear nossas ações lentamente. No lugar de mastigar, engolimos tudo o que vem pela frente. A pressa nos gera uma indigestão emocional. O homem perdeu a capacidade de contemplar o mundo a sua volta. Eu faço parte dessa realidade que deseja tudo de forma instantânea. Por isso, ao ler um título com a palavra tempo, já penso em algo que me forneça ferramentas para acelerar minhas ações.
O livro de Fabio Diaz Mendes foge desse padrão, porém ele nos ensina a aproveitar o tempo de outra maneira. Aqui, não se divulga velocidade na ação, mas se procura qualidade em tudo o que fazemos.
A obra é composta de crônicas. Na maioria dos textos, a palavra tempo com seu significado não é abordada diretamente. As crônicas falam de ações humanas, trazendo reflexões sobre elas. A ligação com o tempo se dá, porque o ser humano tem uma dimensão histórica. A vida se desenvolve dentro de um intervalo de tempo. Pessoas devem refletir suas atitudes num espaço histórico. A historicidade humana foi feita para obter qualidade de vida.
O autor fala de diversos temas: violência, escolhas, sentimentos, preconceitos, etc. Ele nos demonstra o quanto fazemos péssimo uso de muitas coisas. Na procura de algo instantâneo, deixamos de lado os bens duradouros para ficarmos com o efêmero. O bem coletivo é substituído pelo prazer individual.
As narrativas me fizeram ter contato com as falhas humanas. O livro não me trouxe alegria. Entristeci-me com tudo o que li. Esse fato parece depor contra a obra, todavia as tristeza e as angústias geradas são os pontos positivos do livro.
A leitura desse livro não foi feita para anestesiar o ser humano, mas para cutucar as feridas. O Tempo. Nosso inimigo ou aliado? veio para incomodar e acarretar mudanças num mundo de injustiças. O livro não traz fórmulas prontas, mas nos leva a pensar naquilo que devemos fazer. Não importa se iremos levar muito ou pouco tempo. Cabe a nós a procura do correto. 
Descobrir o certo e o errado na atualidade não é tarefa fácil, e pode levar tempo. Porém, investir muito tempo não se torna prejuízo, mas garante qualidade para o mundo.
Com o término da leitura, não encontrei respostas. Entretanto, levantei sérias questões sobre o meu agir. Com o passar do tempo, vou amadurecendo minhas reflexões para ver o que devo fazer com minha vida. Tal exercício de reflexão não é um processo egoísta, visto que ao refletir sobre como devo agir, minhas ações se transformam em algo favorável para o bem coletivo.
Sobre o livro, posso garantir que se trata de uma leitura altamente recomendável. Infelizmente, muitas pessoas podem acabar temendo a leitura. Nem todos gostam de sentir tristeza, mesmo que ela acarrete em bens futuros. Muitos preferem o efeito anestésico das falsas ilusões, e entregam seu destino para alegrias passageiras. Não se dão conta de que tais alegrias se convertem em dores individuais e coletivas.
No Skoob, classifiquei a obra com CINCO ESTRELAS.
Gostaria muito de conhecer a opinião de outras pessoas a respeito desse livro. Será que elas sentiram a mesma tristeza que eu? Será que enxergaram esse sentimento como algo positivo? Se você leu a obra, deixe sua opinião nos comentários.
Para adquirir a obra, clique aqui
Aviso Importante: Informo que os seguidores do Blog Filósofo dos Livros e os inscritos em meu Canal Literário têm 10% DE DESCONTO na compra de qualquer obra que se encontra na Livraria da Editora 4Letras. Basta usar o Cupom FILOSOFODOSLIVROS10 que é válido até 31/12/2017.
Assista à resenha em vídeo desse livro:

Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!